maléolo medial e maléolo lateral

Fratura no maléolo medial e maléolo lateral

As fraturas do maléolo medial e maléolo lateral são lesões comuns que afetam a extremidade inferior da tíbia e da fíbula, os ossos da perna. Essas fraturas ocorrem principalmente devido a traumas, como torções ou quedas.  Este tipo de lesão é frequente em atletas que praticam esportes e exigem grande extensão do tornozelo, como futebol, basquete, voleibol e atletismo e podem variar em gravidade.  

Vamos abordar as características anatômicas desses ossos e explicar como essas fraturas ocorrem. Discutiremos os tipos de fraturas, desde fraturas por avulsão até fraturas deslocadas. Além disso, exploraremos os sintomas típicos, métodos de diagnóstico, opções de tratamento, incluindo imobilização, cirurgia e fisioterapia, e o que esperar durante o processo de recuperação.

Maléolo medial e lateral: O que são?

Os maléolos são projeções ósseas localizadas na parte inferior da tíbia (maléolo medial) e da fíbula (maléolo lateral), que compõem a articulação do tornozelo. Esses ossos são fundamentais para a estabilidade do tornozelo e desempenham um papel importante na mobilidade.

fratura do maléolo medial e maléolo lateral
fonte: Centro brasileiro de ortopedia e traumatologia

Qual a função do maléolo medial e lateral? 

Como vimos acima, os maléolos medial e lateral são estruturas ósseas localizadas na parte inferior da perna, especificamente na região do tornozelo. Eles desempenham papéis importantes na estabilidade, movimento e suporte do tornozelo e do pé. E trouxemos nesse ponto a função de cada um para que você entenda de forma clara e precisa:

Maléolo Medial (Tíbia):

  • Estabilidade Articular: O maléolo medial se origina a partir da tíbia, que é o osso da canela, e se projeta para dentro (em direção à outra perna). Sua principal função é fornecer estabilidade à articulação do tornozelo, ajudando a prevenir movimentos excessivos para dentro (inversão do pé).
  • Suporte de Peso: O maléolo medial ajuda a suportar o peso do corpo e a distribuí-lo de maneira uniforme sobre a superfície do pé.
  • Anexação de Ligamentos: Serve como ponto de fixação para ligamentos importantes, como o ligamento deltóide, que é responsável por manter a estabilidade do tornozelo evitando que o pé role para dentro.

Maléolo Lateral (Fíbula):

  • Estabilidade Articular: O maléolo lateral se origina a partir da fíbula, que é o osso da perna que fica na parte externa. Ele fornece estabilidade à articulação do tornozelo, ajudando a evitar movimentos excessivos para fora (eversão do pé).
  • Controle de Movimento: Contribui para controlar a amplitude de movimento lateral do tornozelo, evitando rotações e torções excessivas.
  • Suporte de Peso: Assim como o maléolo medial, o maléolo lateral também auxilia na distribuição adequada do peso corporal sobre o pé.

Em conjunto, os maléolos medial e lateral desempenham um papel fundamental na prevenção de lesões, na estabilização do tornozelo durante a locomoção e na capacidade de realizar uma variedade de movimentos, como flexão, extensão e rotação do pé. Lesões nos maléolos ou nos ligamentos que se prendem a eles, como entorses, podem afetar negativamente a estabilidade e a função do tornozelo. Portanto, eles são estruturas críticas para a saúde e o funcionamento do sistema musculoesquelético do pé e tornozelo.

Leia nosso Guia completo da Anatomia do pé humano e entenda a fundo sobre essa parte tão importante.

Causas comuns de fraturas dos maléolos medial e lateral:

Abordaremos neste tópico as causas comuns dessas fraturas. Desde torções do tornozelo e quedas de altura até acidentes esportivos e colisões automobilísticas, entender as situações que levam a essas lesões é fundamental. Se você deseja conhecer as causas por trás das fraturas dos maléolos medial e lateral, continue lendo para obter informações valiosas.

  1. Entorse de tornozelo: Uma torção grave do tornozelo pode resultar em fraturas nos maléolos.
  2. Quedas: Cair de uma altura ou escorregar e cair podem causar impacto direto no tornozelo, levando a fraturas.
  3. Acidentes de trânsito: Acidentes automobilísticos ou colisões envolvendo motocicletas também podem causar fraturas dos maléolos.
  4. Lesões esportivas: Atividades esportivas de alto impacto, como futebol e basquete, aumentam o risco de lesões nos maléolos.

Sintomas de fraturas nos maléolos:

Os sintomas de fraturas nos maléolos podem incluir:

  • Dor intensa no tornozelo.
  • Inchaço imediato.
  • Hematomas ao redor da área afetada.
  • Dificuldade em mover ou suportar peso no tornozelo.
  • Instabilidade do tornozelo.

Como é o diagnóstico de uma fratura do maléolo medial? 

O diagnóstico de fratura geralmente é clinicamente apresentado com base nos sintomas e sinais presentes no paciente. Além de um exame físico, o diagnóstico de fratura do maléolo medial pode ser confirmado com uma radiografia do tornozelo. Esta radiografia pode identificar a fratura e sua gravidade para ajudar no tratamento. 

Qual é o tratamento de uma fratura do maléolo medial? 

O tratamento de fraturas depende da severidade do dano. Se a fratura for menos grave, pode ser tratada com repouso, gelo, compressão e elevação. Imobilização com tala também pode ser indicada. No entanto, caso seja mais grave, pode ser indicada cirurgia para reparar o dano ao maléolo. Após o tratamento cirúrgico, costuma ser recomendado o uso de uma bota, alongamento e fisioterapia para ajudar a restaurar a função do tornozelo.

Cirurgia

A cirurgia para fraturas no maléolo medial e lateral, que são ossos da parte inferior da perna que compõem a articulação do tornozelo, é realizada em casos mais graves em que a lesão não pode ser tratada de maneira eficaz com métodos não cirúrgicos. Aqui estão os principais passos e informações sobre a cirurgia para fraturas nesses ossos:

Indicações para Cirurgia:

A cirurgia é geralmente recomendada apenas para as seguintes situações:

Deslocamento Grave: Quando os fragmentos ósseos estão desalinhados ou deslocados de forma significativa, a cirurgia é necessária para realinhar e fixar os ossos.

Estabilidade do Tornozelo: Se a fratura resultar em instabilidade no tornozelo, a cirurgia é realizada para restaurar a estabilidade.

Fraturas Complexas: Fraturas que envolvem múltiplos fragmentos ósseos ou fraturas expostas (onde o osso quebrou a pele) geralmente requerem cirurgia.

Procedimento cirúrgico:

Para que você entenda ainda de forma mais clara, explicaremos como funciona o procedimento da cirurgia para fraturas nos maléolos. Assim você se mantém mais tranquilo sobre como funciona essa técnica que envolve os seguintes passos:

  1. Anestesia: O paciente é anestesiado, geralmente com anestesia regional (bloqueio do nervo da perna) ou anestesia geral.
  2. Acesso à fratura: O cirurgião faz uma incisão cirúrgica na área do tornozelo para acessar a fratura.
  3. Realinhamento dos fragmentos: Os fragmentos ósseos desalinhados são cuidadosamente realinhados na posição anatômica correta.
  4. Fixação: Para manter os fragmentos no lugar durante a cicatrização, o cirurgião utiliza parafusos, pinos, placas ou outros dispositivos de fixação óssea.
  5. Fechamento da incisão: Após a fixação da fratura, a incisão cirúrgica é fechada com suturas ou grampos.
  6. Imobilização: Após a cirurgia, o tornozelo é geralmente imobilizado com gesso, uma bota ortopédica ou talas especiais.

Recuperação:

A recuperação após a cirurgia de fraturas nos maléolos pode variar, mas inclui geralmente os seguintes aspectos:

  1. Permanência hospitalar: A maioria dos pacientes pode retornar para casa no mesmo dia da cirurgia ou após um curto período de internação.
  2. Fisioterapia: A fisioterapia é uma parte fundamental da recuperação. Um fisioterapeuta projetará um programa de exercícios específicos para ajudar a restaurar a força, a mobilidade e a funcionalidade do tornozelo.
  3. Peso sobre o tornozelo: O médico indicará quando é seguro começar a colocar peso sobre o tornozelo, o que geralmente ocorre após algumas semanas, dependendo da gravidade da fratura e do tipo de cirurgia.
  4. Retorno às atividades normais: O retorno a atividades normais e esportivas pode levar vários meses e deve ser feito de forma gradual e com aprovação médica.

Reabilitação

Depois da cirurgia ou imobilização, será necessário um programa de reabilitação para restaurar a mobilidade e a força da área lesada. O programa será específico para cada paciente, de acordo com o grau de lesão, mas normalmente envolve exercícios para fortalecer o tornozelo, alongamentos simples e exercícios de equilíbrio para fortalecer a articulação e melhorar o equilíbrio

Qual é a prevenção de fraturas do maléolo medial? 

Uma forma de prevenção de fraturas é fortalecer e alongar os músculos da panturrilha. O alongamento antes do exercício também é importante. Além disso, usar sapatos adequados para o seu tipo de atividade é importante para a prevenção de lesões no tornozelo.

Conclusão 

Como pudemos ver, o maléolo medial é uma estrutura óssea importante para a estabilidade do tornozelo e está sujeito a fraturas de diversos níveis de gravidade. O diagnóstico da fratura do maléolo medial é feito com base no exame físico e radiografia e o tratamento depende do grau da lesão. Por isso, é importante procurar atendimento médico no caso de algum trauma ou contusão no tornozelo para evitar lesões mais graves. 

Se você sofreu alguma lesão no tornozelo, procure um especialista em pé, tornozelo e medicina esportiva. Sua prática abrange diagnóstico, tratamento de lesões e cuidados específicos para atletas e pacientes com problemas nos membros inferiores. 

Espero que tenham gostado deste artigo sobre o maléolo medial e que aqui você tenha encontrado informações que o ajudaram a entender melhor sobre esta importante articulação do corpo humano. Entre em contato!